Carla Bruni: Das passarelas as canções

 
Em 2002, após ter abandonado as passarelas em 1998, a modelo franco-italiana que viria a se tornar a Primeira Dama da França, Carla Bruni lançaria seu primeiro álbum de músicas autorais em francês com o titulo de “Quelqu’un m’a dit” (Alguém me disse).

 Carla Bruni – “Quelqu’un m’a dit” (Alguém me disse)
O sucesso renderia dois novos discos, um em 2006, com o titulo de “No promises”, este cantado em inglês, com adaptações feitas por Bruni de poemas de autores falecidos como William Butler Yeats, W. H. Auden, Emily Dickinson, Christina Rossetti, Walter de la Mare e Dorothy Parker. E o último em 2008, com o titulo de “Comme si de rien n’était” (Como se nada tivesse acontecesse), trazendo composições em francês, inglês e italiano.
  Carla Bruni – L´Amour
A música “Quelqu’un m’a dit” fala da desilusão da vida, mas a esperança de amor é algo que motiva a esperança. A interpretação traz uma atmosfera própria, embaladas pela voz de Bruni e o violão que a acompanha.
Ousada, Bruni viria a participar de um filme de Woody Allen, “Meia noite em Paris”, como uma Bliotecaria. Algumas músicas de Carla homenageiam como “Raphaël”, o pai do seu primeiro filho e outras ganham reconhecimento na crítica como “Je Suis une Enfant”, classificada como a mais forte do terceiro disco, segundo o Le Figaro.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s