Saltimbancos: músicas contam saga de animais pela liberdade

A história da caminhada pela liberdade de quatro amigos inusitados foi imortalizada na pena de Jacob e Wilhelm, mas conhecidos como irmãos Grimm, no conto “Músicos de Bremen”.
A história do Burro, do Cachorro, da Galinha (galo) e de uma Gata que fugiram dos mal tratos de seus patrões, abraçando o sonho de serem músicos a caminho da cidade grande, ganhou a adaptação do italiano, Sergio Bardotti e música do argentino, Luis Enríquez Bacalov.

 Ouça o musical com Nara Leão, Bebel Giberto e MPB 4
Os dois a partir da história criaram o espetáculo dos “Saltimbancos”, que tinha inspiração política e marxista, onde cada animal representaria setores distintos da sociedade como artistas (gata), operários (galinha), intelectuais (burro) e militares (cachorro) contra os burgueses representados pelos patrões e o barão.
Chico Buarque de Holanda traduziu a peça e adicionando músicas, realizou um musical infantil no ano de 1977. O primeiro elenco teve a participação de Marieta Severo como à gata, Miúcha Buarque de Holanda como a galinha, Pedro Paulo Rangel como o cachorro e Grande Otelo como o burro.
Historia de uma Gata – Lucinha Lins
O sucesso do espetáculo originou um disco que manteve Miúcha no papel da Galinha, Nara Leão substituiu Marieta como a Gata e Magro (jumento) e Ruy (cachorro) do grupo MPB-4, substituíram Paulo Rangel e Grande Otelo.
As músicas do disco foram compostas por “Bicharia”, “O jumento”, “Um dia de cão”, “A galinha”, “História de uma gata”, “A cidade ideal”, “Minha canção”, “A pousada do bom barão”, “A batalha” (instrumental), “Todos juntos” e “Esconde esconde”.
O sucesso da história teve uma nova adaptação pelos Trapalhões, com o filme Saltimbancos Trapalhões de 1981. O filme reconstrói a história, já não são bichos, mas artistas de circo, explorados pelo dono do Circo, o Barão pai da personagem de Lucinha Lins, o mágico Assis Satã e a domadora Tigrana. O destino que na peça era a cidade, no conto original, Bremen, no filme vira Hollywood.
Assista o filme dos Trapalhões
 A trupe manteve a divisão dos animais em um número do circo da personagem Karina, interpretada por Lucinha Lins, como a Gata, Renato Aragão, conhecido por Didi e Dedé Santana na posição de burro, Mussum de cachorro e Zacarias de galinha.
As músicas do filme se diferenciam do musical, mas tem o apoio de Chico Buarque. Assim como são cantadas por Buarque, Bebel Giberto, Elba Ramalho e Lucinha Lins, além dos próprios trapalhões.
A interpretação de “História de uma Gata”, por Lucinha Lins, marcou a infância de quem assistiu ao filme, a música é contida no musical de 77, cantada no disco por Nara Leão. E Gravada pela Cantora Wanessa da Mata, no álbum “Essa boneca tem manual”, do ano de 2004.
Vanessa Da Mata – História de uma Gata
O filme teve outras músicas inspiradas e adaptadas no musical vieram a ser lançadas como disco, assim como inéditas como “Piruetas” cantada por Chico Buarque e Os Trapalhões. Veja as outras músicas: “Hollywood” por Lucinha Lins e Os Trapalhões; “Alô, liberdade” por Bebel Gilberto e Os Trapalhões”, “A cidade dos artistas” por Elba Ramalho e Os Trapalhões”; “Rebichada – Chico Buarque e Os Trapalhões”; Minha canção por “Lucinha Lins”; “Meu caro barão” por Chico Buarque e Os Trapalhões e “Todos juntos” por Lucinha Lins e Os Trapalhões.
A peça teve outra montagem no ano de 1992, com o lançamento de um disco, como outras remontagens.
E mais:
Na cidade de Bremem, a luta dos animais ganhou uma estatua no ano de 1951.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s