Chico Buarque: união de baião e rock gerou a música Baioque

A fusão do estilo divulgado por Luiz Gonzaga com o rock trazido pelos tropicalistas na figura de Gilberto Gil ou com Raul Seixas, tinha o apelido de Baioque. Chico Buarque utilizou o nome do cruzamento de estilos, em uma composição sua no ano de 1972.
“Baioque” foi lançada no filme “Quando o Carnaval Chegar” de Cacá Diegues, com atuação de Chico Buarque, Nara Leão, Maria Bethania, Hugo Carvana e Antonio Pitanga.

Baioque – Maria Bethânia
Maria Bethania canta a música acompanhada pelos três protagonistas atrás, cantando inicialmente no ritmo do baião avançando como a mensagem da música para rock. A música começa com a força do sentimento do sertanejo e que quer abandonar a terra para migrar, como diz o verso, “Mamy, não quero seguir definhando sol a sol / Me leva daqui, eu quero partir requebrando rock’n roll / Nem quero saber como se dança o baião / Eu quero ligar, eu quero um lugar / Ao sol de Ipanema, cinema e televisão”.
Baioque – Chico Buarque
 Baioque – Chico Buarque no novo show
Após Bethania, foi à vez de Chico interpretar, como pode ser visto no seu show em 1974 com o MPB 4, coloca a força das palavras no sentimento da música e explode ao final. A música volta ao repertorio em sua última turnê pro show “Chico”, estando junto com a referência de “Cálice”, fazendo uma homenagem a releitura feita pelo cantor Criolo.
Nara Leão, Edson Cordeiro, Oswaldo Montenegro, Banda Dona Joana e Elba Ramalho foram outros que interpretaram essa união do Baião com o Rock. Elba batizou o nome de seu disco no ano de 1997.
Baioque – Nara Leão
Baioque – Elba Ramalho
Baioque – Edson Cordeiro
E mais
Enquanto a mensagem de Chico vai do Baião para o Rock, Raul Seixas na Música “Let me sing”, faz o caminho inverso, alternando os estilos e unindo Elvis Presley com o Baião de Luiz Gonzaga.
As referências a três estilos musicais se fazem nos seguintes versos: “Só vim curtir meu rockzinho antigo”, Tenho 48 quilo certo / 48 quilo de baião” e “Let me sing my blues and go, say”.
Let Me Sing, Let Me Sing – Raul Seixas
Conheça a letra:
Baioque
Chico Buarque
Quando eu canto, que se cuide quem não for meu irmão
O meu canto, punhalada, não conhece o perdão
Quando eu rio
Quando eu rio, rio seco como é seco o sertão
Meu sorriso é uma fenda escavada no chão
Quando eu choro
Quando eu choro é uma enchente surpreendendo o verão
É o inverno, de repente, inundando o sertão
Quando eu amo
Quando eu amo, eu devoro todo meu coração
Eu odeio, eu adoro, numa mesma oração, quando eu canto
Mamy, não quero seguir definhando sol a sol
Me leva daqui, eu quero partir requebrando rock’n roll
Nem quero saber como se dança o baião
Eu quero ligar, eu quero um lugar
Ao sol de Ipanema, cinema e televisão
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s