Vital Farias: O poeta de “ai que saudade d’ocê” e “Veja (Margarida)” faz 70 anos

Em 96, ouvi o Grande Encontro, um belíssimo trabalho de Alceu Valença, Zé Ramalho, Geraldo Azevedo e Elba Ramalho. Ouvindo disco se percebe uma das características marcantes de Elba, a gratidão com seus compositores. Ao cantar duas músicas, ela anuncia o nome do compositor, primeiro foi Vital Farias com a música Veja (Margarida) e o segundo, Chico Cesar com A Prosa Impúpura do Caicó.

Ouvi aquele nome, que não sabia de quem se tratava, só fui conhecer sua obra muito tempo depois. Mas a impressão que guarda na memória das frases fortes, “Eu vou partir / Pra cidade garantida, proibida / Arranjar meio de vida, Margarida / Pra você gostar de mim / Essas feridas da vida, Margarida / Essas feridas da vida, amarga vida / Pra você gostar”, atravessaram minha adolescência.
Vital Farias faz 70 anos hoje. Nasceu no dia 23 de janeiro de 1943, em Taperoá, na Paraíba. Sua cidade seria titulo do seu segundo disco, que trouxe a composição que explodiu na voz de Elba Ramalho. No mesmo ano em 1980, cada um gravaria a música, Vital Farias em “Taperoá” e Elba Ramalho em Capim do Vale.
Escute Veja Margarida – Vital Farias
Elba no seu DVD “Elba – Marco Zero”, conta que na ida do grupo de teatro a São Paulo, o teatro estava desativado em reforma, mas ficaram por lá e em uma dessas noites Vital Farias compôs a música, “Veja (Margarida)”.
Um homem dedicado a música, fez faculdade de música na cidade do Rio de Janeiro, participou como músico na Peça “Gota D’água” de Chico Buarque de Holanda. No Teatro Castro Alves, na cidade de Salvador gravou o espetáculo Cantorias, com Elomar, Geraldo Azevedo e Xangai, tendo duas edições.
No seu terceiro disco, “Sagas Brasileiras”, trouxe várias composições de destaque, dentre elas uma que entrou para o imaginário romântico brasileiro, que é o famoso “Ai que Saudade D‘ocê”, cantado por Elba, Gilberto Gil, Dominguinhos, Geraldo Azevedo, Fabio Junior, Fagner, e muito outros.
Escute Elba Ramalho – Ai que Saudade d’ocê
A “lindeza” destas duas composições faz parte dos nossos corações. Mas Vital Farias compôs pra muito além dessas duas grandes composições, mas isso a gente fala em outra história, mas este comentário serve pra homenagear o poeta pelos seus 70 anos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s