Nelson Gonçalves: O boêmio deixa saudades no Brasil

Nelson Gonçalves

No dia 18 de abril de 1998, Nelson Gonçalves deixava seus fãs cheios de saudade e uma carreira com números impressionantes, como mais de duas mil músicas gravadas, 183 discos em 78 rpm e 128 álbuns, além de ganhar um prêmio da RCA como um dos cantores de maior duração na gravadora, prêmio que só tem um outro ganhador, Elvis Presley.

Antes de tornar-se cantor, teve várias atividades profissionais como jornaleiro, mecânico, engraxate, polidor, tamanqueiro, garçom e lutador de boxe, tendo inclusive ganhado o titulo de campeão paulista dos pesos médios no ano de 1957.
Nelson Gonçalves – Documentário
Apesar de ter ganho dinheiro nas ruas, cantando nas praças junto com seu pai que fingia-se de cego, a carreira artística teve problemas. Teve de superar a gagueira e as más avaliações em programas de calouros, que inclusive Ary Barroso o orientou a desistir das pretensões artísticas.
Conseguiu em 1941, gravar seu primeiro disco. Apesar das dificuldades nos relacionamentos e com as drogas, tornou-se um dos maiores ídolos do Brasil, ficando em terceiro lugar na vendagem de álbuns com 75 milhões de cópias.
Nelson Gonçalves –  Nada Por Mim
Em 1997, gravou o disco “Ainda é cedo” em que canta sucessos de grupos contemporâneos como a música titulo do álbum, do Legião Urbana; “Como uma onda” de Lulu Santos; “Nada por mim” de Hebert Viana e Paula toller; “Faz parte do meu show” de cazuza; “Me chama” de Lobão; dentre outros sucessos.

Nelson Gonçalves – “Ainda é Cedo” (album)

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s