Tim Maia: Vida de cantor alimenta polêmicas sobre o filme e a série da Globo

Cartaz do filme

Cartaz do filme

Se fosse tranquilo e sem polêmicas, não seria o filme do “Tim Maia”. A dedução é tirada a partir de premissas básicas: é um dos maiores artistas da música brasileira, tendo sua voz sido a eleita a maior do Brasil, segundo a Revista Rolling Stone, nº 73; é autor e interprete de uma série de canções que embalaram os corações brasileiros e foram usados por contemporâneos e membros das gerações posteriores em seus discos; dono de um temperamento e estilo que o colocou em situações perigosas e em atrito com a lei; teve relacionamento de confronto com a indústria fonográfica e do entretenimento, inclusive a Rede Globo, que o colocou num patamar de maldito junto com Raul Seixas e Sergio Sampaio; e por último, sua genialidade, momento histórico e seu jeito fizeram ter relações profundas com diversos nomes da música brasileira, tendo tido amizade com Roberto Carlos, Erasmo Carlos, Caetano Veloso, Elis Regina, Nelson Mota, Cassiano, Fábio, Michael Sulivan, Hylton, dentre outros. Continuar lendo

Cyndi Lauper: Garotas só querem se divertir

Com a música “Girls Just Wanna Have Fun” (Garotas só querem se divertir) composta inicialmente criada de um ponto de vista masculino por Robert Hazard, Cyndi Lauper, introduziu alterações na letra, colocando nela um ponto de vista de libertação das mulheres e se tornou uma das referências da música dos anos 80. O sucesso que esteve presente no álbum “She’s So Unusual” (1983), e teve um filme com o mesmo nome, contando com a atriz Sarah Jessica Park. E apareceu nas series Glee, Full House e Bones.

Continuar lendo