2014: Muitos lançamentos de discos, homenagens ao Legião Urbana e a volta do Ira!

A volta do Ira! foi um dos destaques de 2014. Foto: Rui Mendes

A volta do Ira! foi um dos destaques de 2014. Foto: Rui Mendes

Ainda não me atrevo a fazer uma retrospectiva musical ou elencar os melhores discos de 2014. Foi um ano de diversos lançamentos de discos como “Sete vidas” da Pitty, “Nheengatu” do Titãs, “Não pare pra pensar” do Pato Fu, “Gigante Gentil” de Erasmo Carlos, “Cantigas de roda” dos Raimundos, “Na medida do impossível” de Fernanda Takay, “Convoque seu Buda” de Criolo, “Cores e valores” dos Racionais e o disco da Banda do Mar. Continuar lendo

Anúncios

Ira!: Voltando com tudo na 10º Virada Cultural de São Paulo

 
Nesta terça-feira (07/05), o prefeito de São Paulo, Fernando Haddad e o secretário municipal de cultura de São Paulo, Juca Ferreira anunciaram as atrações do evento conhecido como Virada Cultural de São Paulo. A diversidade cultural da festa está garantida com atrações que vão de Tulipa Ruiz a Valeska Popozuda, assim como dos veteranos do Demônios da Garoa a nova geração com MC Gui.

Continuar lendo

IRA! e Pitty: Eu quero sempre mais

Composta pelo Guitarrista Edgard Scandurra, a música “Eu quero sempre mais” participou do disco 7, lançado em 1996, pelo IRA.
Mas foi em 2004 com a gravação do Acústico MTV que a música alcançou a 1ª posição nas rádios brasileiras. A versão de 1996 trazia um tom mais de rock, que na versão acústica seduziu o grande público.

Continuar lendo

Edgard Scandurra: Uma guitarra que influencia o rock nacional

 
Um guitarrista canhoto, compositor, baterista e cantor, um mar de criatividade e ousadia é Edgar Scandurra. Fundador da banda Subúrbio, com o amigo Dino, que na escola conheceu e convidou o amigo Nasi, para mais tarde vir a formar o Ira!, uma das maiores bandas da história do rock nacional.
Com passagem pelo o exercito, no qual a experiência o fez compor a música “Núcleo Base”, que fala sobre o alistamento obrigatório com os seguintes versos: “Eu tentei fugir não queria me alistar / Eu quero lutar, mas não com essa farda”.

Continuar lendo