Sergio Sampaio: Um filho ilustre de Cachoeiro do Itapemirim

Cachoeiro do Itapemirim (ES) já cedeu grandes nomes pra música brasileira como o Rei da Jovem Guarda, Roberto Carlos, o produtor Carlos Imperial e o compositor Raul Sampaio. Mas foi no dia 13 de abril de 1947, nascia um dos nomes tidos como malditos na Música Popular Brasileira, Sergio Moraes Sampaio.

Continuar lendo

Edy Star: Uma estrela de coragem na música brasileira

Edivaldo Souza nasceu no dia 08 de janeiro de 1938 e  trabalhou na Petrobras, mas foi nas artes que encontrou-se. Edivaldo Souza virou Edy Star e foi um dos integrantes da “Sociedade da Grã Ordem Kavernista apresenta Sessão das Dez”, mas para além de ser parceiro de Raul Seixas, Miriam Batucada e Sergio Sampaio, Star é um dos grandes artistas do Brasil. Foi o primeiro músico a assumir a homossexualidade, mesmo sendo casado com uma mulher.

Continuar lendo

Miriam Batucada: Um toque de batuque na Grâ Ordem Cavernista

A demissão da Arno por batucar no teclado foi uma das façanhas de Miriam Angela Lavecchia, que ficou conhecida nacionalmente como Miriam Batucada. Nascida no dia 28 de dezembro de 1946, veio ser registrada somente no dia 1 de janeiro de 1947.

O ritmo musical de Miriam era o samba, mas em 1971 gravou junto com Raul Seixas, Eddy Star e Sérgio Sampaio, o celebre ” Sociedade da Grã-Ordem Kavernista Apresenta Sessão das 10″.

Continuar lendo

Morte, morte, morte que talvez seja o segredo desta vida – 24 anos sem Raul Seixas

São 24 anos sem Raul Seixas. No dia 21 de agosto de 2013, o profeta da Sociedade Alternativa e do Novo Aeon deixava estas terras para novas aventuras. O poeta reflete sua própria morte na música “Canção para minha morte”, em que abre a poesia com os seguintes versos:
“Eu sei que determinada rua que eu já passei
Não tornará a ouvir o som dos meus passos.
Tem uma revista que eu guardo há muitos anos
E que nunca mais eu vou abrir.
Cada vez que eu me despeço de uma pessoa
Pode ser que essa pessoa esteja me vendo pela última vez
A morte, surda, caminha ao meu lado
E eu não sei em que esquina ela vai me beijar
(Canção para minha morte, Raul Seixas)

Continuar lendo