Xote da Navegação: Quinze anos para compor uma música de Chico Buarque e Dominguinhos

Dentre as parcerias que Chico Buarque teve com Dominguinhos, uma canção teve um papel particular. O pedido de uma letra para Chico Buarque que deveria ser colocada sobre uma melodia elaborada por Dominguinhos levou a uma comparação com um gigante da música brasileira, Dorival … Continuar lendo

Elba Ramalho canta Serge Gainsbourg e Chico Science em novo disco

do meu olhar pra fora

A cantora Elba Ramalho vai disponibilizar o seu novo álbum, “Do meu olhar pra fora”, no dia 25 de março (quarta-feira) para o público. Uma prévia deste novo trabalho foi visto com o lançamento do EP “Do Meu Olhar” no final de 2014, que tinha as faixas “Fazê O Quê” (Pedro Luís); “Árvore” (Edson Gomes); e “Olhando Coração” (Dominguinhos | Climério). Continuar lendo

Miguel Faria Jr prepara documentário sobre Chico Buarque

chico_buarque

A notícia veiculada na coluna do jornalista Anselmo Gois que o documentário sobre Chico Buarque ficaria pronto em fevereiro ganhou espaço nos diversos veículos da mídia nacional.

Com o titulo “Chico: artista e o tempo” será dirigido pelo diretor Miguel Faria Junior, responsável pelo documentário “Vinicius” de 2005, que conta a história do poeta e amigo de Chico Buarque, Vinicius de Moraes. Continuar lendo

Geraldo Azevedo: 69 anos de poesia e cantoria

Um dos primeiros cd´s que ouvi, a coletânea “Minha história” de Geraldo Azevedo me apresentou este músico, interprete e autor de algumas das mais belas composições que ouvi, como “Dia Branco”, “Caravana”, “Bicho de sete cabeças”, “Canção da despedida”, “Moça Bonita”, “O amanhã é distante”, “Dona da minha cabeça”, dentre outras.
Geraldo Azevedo de Amorim nasceu no dia 11 de janeiro de 1945. Com 69 anos continua em plena atividade, assim como seus irmãos de canção, Alceu Valença, Zé Ramalho, Elba Ramalho, Xangai e Elomar.

Continuar lendo

Vital Farias: O poeta de “ai que saudade d’ocê” e “Veja (Margarida)” faz 70 anos

Em 96, ouvi o Grande Encontro, um belíssimo trabalho de Alceu Valença, Zé Ramalho, Geraldo Azevedo e Elba Ramalho. Ouvindo disco se percebe uma das características marcantes de Elba, a gratidão com seus compositores. Ao cantar duas músicas, ela anuncia o nome do compositor, primeiro foi Vital Farias com a música Veja (Margarida) e o segundo, Chico Cesar com A Prosa Impúpura do Caicó.

Continuar lendo

A Violeira: uma mulher nordestina e sonhadora nos versos de Tom Jobim e Chico Buarque

O filme “Pra viver um grande amor” (1983) trouxe Elba Ramalho a fazer menção do Ceará na poesia de Buarque e Tom Jobim
Em uma noite em Olinda no ano 2000, na casa de um velho amigo, estava a revirar seus cd´s. Hábito de pouca educação, mas para um viciado por livros, música e informação, é incontrolável. Nessa noite encontrei um disco do Chico Buarque, me lembro que continha a música “Retrato em Branco e Preto”, mas neste mesmo álbum tinha um som que demorei muitos anos depois para ouvir de novo.

Continuar lendo

Chico Buarque: união de baião e rock gerou a música Baioque

A fusão do estilo divulgado por Luiz Gonzaga com o rock trazido pelos tropicalistas na figura de Gilberto Gil ou com Raul Seixas, tinha o apelido de Baioque. Chico Buarque utilizou o nome do cruzamento de estilos, em uma composição sua no ano de 1972.
“Baioque” foi lançada no filme “Quando o Carnaval Chegar” de Cacá Diegues, com atuação de Chico Buarque, Nara Leão, Maria Bethania, Hugo Carvana e Antonio Pitanga.

Continuar lendo

Homem com H: união entre Antonio Barros, Três do Nordeste e Ney Matogrosso

 
Antônio Barros, homem de Campina Grande, tocou triângulo ao lado do Rei do Baião Luiz Gonzaga compondo um vasto repertório da cultura nordestina.
A atividade artística rendeu mais de 700 músicas e 134 regravações, dentre eles sucessos como “Bate Coração”, que estourou na voz de Elba Ramalho.

Continuar lendo