Pedro Luis: A Parede e o Monobloco dois sucessos da música brasileira

O compositor, cantor, instrumentista, escritor e produtor cultural, Pedro Luís Teixeira de Oliveira nasceu em 15 de outubro de 1960. Conhecido pelo grupo musical que leva seu nome, Pedro Luís e a Parede, assim como o bloco de carnaval que tornou-se uma das grandes sensações da música brasileira, o Monobloco, tem deixado suas marcas na história da música popular brasileira.

Continuar lendo

Marilia Pêra: 70 anos de pura arte

Marília Pêra – foto: uol
A atriz, cantora, dançarina, bailarina, coreografa, produtora e diretora Marília Pêra comemora 70 anos, hoje 23 de janeiro de 2013, em plena atividade.
Possui seis álbuns lançados durante os 56 anos de atividade artística, tendo interpretado músicas para seus espetáculos e para novelas como a personagem Shirley Sexy, que interpreta ao lado de Francisco Cuoco para a novela “O Cafona”.

Continuar lendo

Cazuza: Ideologia, Brasil, Burguesia e O Brasil vai ensinar o mundo, o amadurecimento político do poeta

A burguesia fede! Um poeta rebelde antes do adeus afirmou. Agenor de Miranda Araújo Neto, Cazuza, nasceu na Cidade do Rio de Janeiro em 4 de abril de 1958 e morreu no dia 7 de julho de 1990 com 32 anos.
Do primeiro disco com o Barão Vermelho em 1982 ao último gravado em 1989, não é só refinamento do poeta que é visto. Mas sim o amadurecimento político de Cazuza.

Continuar lendo

Marinês: De Patrulha de Choque do Rei do Baião a Rainha do Xaxado

Inês Caetano de Oliveira participou de um programa de rádio em Campina Grande pela década de 40. Para que seus pais não soubessem, colocou Maria na frente do nome e radialista ao falar deu a ela o apelido que marcaria sua carreira, Marinês. Nasceu no dia 16 de novembro de 1935 em São Vicente Ferrer (PE), mas foi com a família para a cidade de Campina Grande (PB).

Continuar lendo

João Silva: um Samba de Cabaré uniu Luiz Gonzaga e Ney Matogrosso na trilha sonora de Saramandaia

Os dois não têm muito em comum, estilos diferentes, mas a data de hoje, tem o significado especial na história da música popular brasileira. São 23 anos da triste partida de Luiz Gonzaga, o Rei do Baião e 71 anos do nascimento de um dos maiores interpretes da música popular brasileira, Ney Matogrosso.

Continuar lendo

Homem com H: união entre Antonio Barros, Três do Nordeste e Ney Matogrosso

 
Antônio Barros, homem de Campina Grande, tocou triângulo ao lado do Rei do Baião Luiz Gonzaga compondo um vasto repertório da cultura nordestina.
A atividade artística rendeu mais de 700 músicas e 134 regravações, dentre eles sucessos como “Bate Coração”, que estourou na voz de Elba Ramalho.

Continuar lendo